Phila7 | Profanações
Canada Goose Jacket Canada Goose outlet

Profanações

Superfície de eventos de construção coletiva – agosto de 2012

“Profanar em sentido próprio denomina-se àquilo que, de sagrado que era, é devolvido ao uso e à propriedade dos homens.” Giorgio Agamben

.

O Phila7 trabalha, desde sua criação, nas relações formais das artes cênicas com as novas tecnologias. Profanações, desenvolvido de forma coletiva, acontece por todo o espaço do Oi Futuro compreendendo não só as paredes que delimitam os espaços físicos de apresentação, mas o espaço expandido, através das redes, por onde os performers e o público (convidado a trazer seus computadores e celulares) trafegam livremente. Apoiado num texto escrito pela própria Companhia, o público pode participar e colaborar com a construção do espetáculo enviando textos, sons e imagens durante as transmissões ao vivo através do site www.profana.art.br. 

Teatralidades, performances, imagéticas, ambientes sonoros, espaços conectados se constituirão numa superfície de eventos, articulada poeticamente, levando os seus realizadores e o público a um mesmo estado de singularidade que permita desativar as normas estabelecidas e, numa volta às origens, propor um novo olhar para a condição humana.

Profanações
Dedicado ao amigo e um dos primeiros companheiros dessa viagem: José Tonezzi
O êxtase dos começos
A luz que nos revela e aquece, leva milhões de anos para escapar do núcleo o do Sol e, quando  alcança a superfície, viaja oito minutos para chegar até nós. … Nós somos estes oito minutos gerados por bilhões de anos no interior de um outro Sol, que morreu para criar outros começos. Abandone os territórios egóicos, da cor, das sexualidades, das crenças, do sagrado. Já não é suficientemente belo, poder experimentar a potência criativa dessa possível impossibilidade?
As livres singularidades desejantes
Haverá um dia, um único dia, intransferível, em que uma espécie de big bang particular, nos lançará em universos desconhecidos, num caldo primordial de possibilidades que nos tirará do chão da mesmice, ampliando, no desmonte, a assombrosa ideia de estar vivo.  Haverá ?
O percurso
Profanações  é um percurso poético, que podemos chamar de “visão em paralaxe”, efeito que acontece quando, a partir do deslocamento de um objeto em relação ao olhar, aquele se re-significa. Esta poética se constrói num deslocamento do olhar para o humano e o mundo, que se amplifica ao incorporar as extensões contemporâneas.

Profanações é esta poética em ação.

Com a potência das redes em aberto e, a partir de um olhar para acontecimentos recentes, como a utilização para mobilização de questões políticas ou, até mesmo, nas restrições do facebook para permanecermos apenas amiguinhos, talvez seja necessário uma reflexão sobre o mundo digital no sentido de que ele foi criado, pelo cérebro, para se constituir um simulacro, onde pudéssemos mapear e ao mesmo tempo expandir as redes neurais numa ampliação das extensões corporais. Uma mutação de um gen egoísta para um gen social. É ai que se trava a batalha transgressora, como diz Agambem: Profanar o improfanável é a tarefa revolucionária da geração que vem. Desativar as normas. A mente não quer ser Deus, mas o que ela quer é se realizar nos homens.
“Acreditar no mundo é o que mais nos falta, nós perdemos completamente o mundo, nos desapossaram dele. Acreditar no mundo significa principalmente suscitar acontecimentos, mesmo pequenos, que escapem ao controle, ou engendrar novos espaços-tempos, mesmo de superfície ou volume reduzidos.”  Deleuze
Somos herdeiros dos Tempos. Passa por nós toda a Humanidade. Mesmo banhados no sangue e no ódio, nunca nos faltou a palavra Esperança.
Que deve ser tratada não como espera ou dádiva.
Mas como um outro Lugar, onde se debate, possível, um outro Humano.

Nós

Trilhar este ainda escuro caminho só está sendo possível porque inúmeras queridas pessoas acreditaram que juntos poderíamos encontrar mesmo que ainda pequena alguma luz.

Rubens Velloso
Enlaces
Concepção e Direção Artística _ Rubens Velloso

EQUIPE RIO DE JANEIRO

Atores _ Beto Matos e Marcos Azevedo
Livres Singularidades Desejantes _ Angela B Morelli, Bruno Kury, Carolina
Carelli, Carolla Ramos, Filipe Espindola, Jardel Augusto Lemos, Jéssica Fellipe,
Raíssa Vitral, Raquel Gaio, Sara Panamby e Vanessa Soares
Direção de produção _ Marisa Riccitelli Sant’Ana
Produção executiva _ Isabel Ferreira
Assistente de direção artística _ Paloma Oliveira
Concepção e execução videográfico & Cenogrfia _ BijaRi
Coordenação da execução do projeto videográfico _ Moana Mayall
Execução e operação projeto videográfico _ Daniel Ribeiro, Maicon Brasil e
Rafael Galo
Designer de luz _ Mirella Brandi
Operador de luz _ Luiz Sartomen
Técnicos de luz _ Juca Baracho
Concepção sonora _ Bruno Queiroz, Cainã Bomilcar, Joaquim Pedro e
Juliana Frontin
Assistente de produção & Operador de som _ Lucas Hungria
Técnico de som _ Ricardo Santos
Projeto de _figurinos _ Carolina Semiathz e Beatriz Rivatto {Casa de Costumes}
Programação visual _ Icaro dos Santos
Intervenções Redes Sociais _ Icaro dos Santos e LaMosca Comunicação
Cameraman _ Maria Burgos
Coordenação administrativa _ Eduardo Bonito {Bonito e Compri}
Assistente produção São Paulo _ Paula Malfatti
Secretaria _ Kelly Cristina Cordeiro
Montagem _ NovaMídia
Cenotécnico _ Celso
TRAMATURGIA
Texto original _ Phila7
Fragmentos _ Derrida, LacanAgambem, Deleuze, Foucalt, Borges,
Guimarães Rosa, Gregory Corso, Mallarmé, Becket, Carlito Maia,
Antonio Damasio e Nietzsche

COORDENAÇÃO SEMINÁRIO
Profa. Dra. Ana Maria de Bulhões-Carvalho {UNIRIO}
Grupo de Pesquisa Dramaturgia e Cena, Gêneros e Linguagens
Departamento de Teoria do Teatro

EQUIPE JOÃO PESSOA
Universidade Federal da Paraíba – UFPB

Laboratório de aplicações de Vídeo Digital – LAVID
Coordenadores _ Guido Lemos de Souza Filho e Tatiana Aires Tavares
Coordenação geral do projeto tecnológico __Erick Augusto Gomes de Melo
Apoio projeto tecnológico _ Bruno Santos, Glauco Sousa, Hugo Neves e Yuri Gil

Núcleo Cena e Contágio _ Grupo de Pesquisa Teatro: Tradição e Contemporaneidade
Departamento de Artes Cênicas – DECEN
Centro de Comunicação, Turismo e Artes – CCTA
Direção Geral_ Prof. Dr. José Tonezzi
Coordenação e Assistência de Direção _ Larissa Hobi
Consultoria _ Maíra Spanghero
Atores _ Flávio Lira, Kassandra Brandão, Nilton Santos, Nyka Barros e Sávio Farias
Performer _ Angélica Lemos
Cameraman _ Diógenes Ferraz
Iluminador _ Tiago Dion
Figurinista _ Angélica Lemos
Tramaturgia Colaborativa – GAG Phila7, José Tonezzi, Larissa Hobi, Nilton
Santos, Nyka Barros e Sávio Farias.
Sonoplastia – o grupo

UFPB
Rômulo Soares Polari _ Reitor
Isac Almeida de Medeiros _ Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa
José David Campos_Fernandes _ Diretor do Centro de Comunicação, Turismo e Artes
Paulo Roberto Vieira de Melo _ Chefe do Departamento de Artes Cênicas

EQUIPE BRASILIA

MidiaLab Laboratório de Pesquisa em Arte Computacional
Departamento de Artes Visuais
Instituto de Artes
Universidade de Brasília
Coordenação _ Prof. Dra. Suzete Venturelli
Amanda Moreira, Ana Lemos, Breno Rocha, Bruno Braga, Claudia Loch,
Camille Venturelli, Clarisse Guimarães, Fernando Gutierrez, Francisco
Barretto,_Hudson Bom_m,_Johnny Souza,_Juliana Hilário,_Leandro Trindade,
Leonardo Freitas, Marcelo Rios,__Sidney Medeiros, Ricardo Nunes, Roni
Ribeiro, Thiago Vieira, Tiago Barros e_Victor Valentim.

AGRADECIMENTOS
Eduardo Bonito, Rafael Fernandes, Equipe Casa Alegre, Everton Dutra,
Aline Cardoso, Alvaro Malaguti, Maira Spanghero, Roberto Guimarães,
Alberto Saraiva, Maria Arlete Gonçalves, Fabio França Barbosa,
Guilherme Figueiras, Rafael de Oliveira Ribeiro, equipe do LAVID,
Lucio Agra, Ana Klaus, Camila Mello e Equipe do Panorama.
Produção e Realização: Phila7 e Bonito & Compri


Patrocínio: Oi através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Governo do Rio de Janeiro,
Parcerias: UFPB – Lavid e Cena e Contágio; Rede Nacional de Pesquisa e Ensino – RBP; UNIRIO; BijaRi; Universidade de Brasília – MidiaLab;
Apoio Cultural: Oi Futuro, Associação Cultural Panorama e Casalegre
Apresentações:
Apresentações Rio de Janeiro
De 15 de agosto a 2 de setembro | Oi Futuro – todos os níveis, Rua 2 de dezembro, 63 – Flamengo

Apresentações João Pessoa
De 15 de agosto a 2 de setembro | Núcleo Cena e Contagio no Lavid – Sala de Reuni,
Campus I da UFPB

Seminário Profanações
Dia 22 de agosto, quarta feira, das 14h às 17h | Teatro da Oi Futuro Flamengo | Com a participação de Ana Maria Bulhões  Carvalho, Tania Alice e Charles Feitosa
Gostaria de colocar aqui o link do face

https://www.facebook.com/Profanacoes

E também o vídeo integral que está no vimeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll to top
order baclofenbaclofenbuy propecia cheap online